De volta à Argentina

Já mencionamos que ao cruzar o rio Uruguai entre a Argentina (Alba Pose) e o Brasil (Porto Mauá/RS), fomos informados que devíamos $ 400 pesos por estarmos ilegais no país. Como deixar de voltar à Argentina estava fora dos planos, o jeito foi, depois de encarar chuva, balsa, e atoleiro no Rio Grande do Sul, pagar a dívida antes de tomar o rumo a Uruguaiana, e muito mais adiante, Rosário – berço de Che Guevara, Lionel Messi e da bandeira argentina, nesta ordem de importância. (É sarcasmo, argentinos e amantes de bandeiras!)

Seriam, segundo o googlemaps (aprendemos a não confiar no aplicativo, que mandava tomarmos a balsa entre Itaqui/RS e Alvear/Arg e decidimos comprar mapas e confiar mais nas dicas locas. Mas ele continuou uma referência para o tempo de viagem) cerca de 10h50 de viagem, por Uruguaiana/Paso de los Libres. Com as devidas pausas para comer, fotos e pequenas compras – a província de Corrientes, que logo deixamos para entrar em Entre Ríos e não voltaríamos mais, é ótimo lugar pra produtos artesanais como mel (este mel merece um capítulo a parte) doce de leite de búfala, etc – a conta subiria para longas 12 horas.

Continue reading