Rota e planejamento

Parece mentira, mas o planejamento concreto de toda a viagem começou 24 dias antes de sairmos. É de 3/11 o primeiro e-mail com destinos, datas e tempo de viagem. Obvio que foi uma correria arredondar todo o plano, arrumar burocracias, papelada, etc. Mas deu tudo certo, e em 27/11 partíamos de São Paulo rumo a Foz do Iguaçu com o seguinte roteiro final:

O plano ainda incluia Córdoba, que teve de ser cortada por causa do prazo – chegar em Porto Alegre até 24/12 para passar o natal com a famiília do Gustavo, que é de lá. Alguns caminhos melhores ainda aprenderíamos, como é natural, ao longo da viagem. Infelizmente, um dos mais legais, que seria a região das Misiones na Argentina, aprendemos só depois, ao chegar em São Miguel das Missões (RS).

Conversando com o dono da Pousada das Missões (leia sobre a fatídica viagem a São Miguel e sobre as ruínas jesuíticas) descobrimos que vacilamos de pegar a balsa entre Alba Posse-Porto Mauá. Melhor seria ter cruzado mais ao sul, entre San Javier e Porto Xavier. Enfim… vivendo e aprendendo.

Fora o planejamento, há uma série de documentações e itens que precisam ser seguidos quando se viaja pelo Mercosul:

Continue reading

São Miguel das Missões

Fica meio difícil falar algo sobre São Miguel das Missões que não esteja na Wikipedia, então deixarei apenas minha impressão sobre a visita às ruínas feita em um dia nublado de garoa e sobre o breve encontro com índios guaranis que circulavam por ali:

A garoa, o tempo cinzento, as pedras avermelhadas úmidas… Tudo remete à passagem do tempo, à memória do lugar. Passam uma nostalgia, mesmo em um par de horas de visita, junto com paz. Uma paz reflexiva, que te leva a contemplar e ficar imaginando como seria tudo isto em pleno século 17.

Ruinas da redução jesuíta de São Miguel das MIssões, no oeste do Rio Grande do Sul, Brasil /// Ruins of the jesuit reduction of São Miguel das Missões, in western Rio Grande do Sul, Brazil

Tour Palio Sudaca por Argentina, Chile e Uruguai

Continue reading